Carapanaúba

1409

Nome Comum: CARAPANAÚBA

Nome Científico: Aspidosperma nitidum
Características Morfológicas: Esta árvore possui hábito arbóreo de dossel, copa ampla e levemente achatada. O tronco é bem característico, com sapopemas altas e onduladas, e transpiração abundante e vermelha. As flores são brancas.
Origem: Norte da América do Sul.
Ocorrência Natural: Da Amazônia Central às Guianas.

Além deste nome popular, a carapanauba é também chamada de paracutaca, paracanaúba, arabá, pitaica e maracutaca.

As plantas do gênero Aspidosperma – que possui cerca de 155 espécies – têm grande potencial farmacológico, que pode ser encontrado nos frutos, folhas, caule e sementes.

Detalhe: quase todas elas ocorrem na América Tropical, tendo a Amazônia como o grande centro de dispersão. Embora a paracutaca seja uma árvore, há algumas espécie arbustivas.

A Carapanaúba (Aspidosperma nitidum) é uma árvore de grande porte com muitas propriedades medicinais. Sua casca amarga é utilizada para fazer chás que trazem benefícios ao fígado e aos rins, indicados para inflamações, má digestão e gastrite. Também é utilizada como anti-infamatório, cicatrizante e anticoncepcional. Uma árvore que têm uma nobreza serena, tranqüila, possuidora de uma beleza ímpar e impressionante.
A Carapanaúba é utilizada também na medicina natural dos povos da floresta Amazônica no tratamento de bronquites, diabetes e malária, trata todo tipo de eczema de pele também depurativo natural do sangue.

Mais informações você irá encontrar no portal Como Plantar e no Livro Árvores Brasileiras

SEM COMENTÁRIOS