Ney Franco: O Coxa tem ido mal por errar em pequenos detalhes

335
ney-franco-coxa-campeonato-brasileiro

Quatro derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro, as últimas três de forma muito semelhante, e o Coritiba entrará na reta final da competição destinado a lutar até o fim contra a zona de rebaixamento. A queda por 3 a 0 diante da Ponte Preta evidenciou mais uma vez as limitações da equipe, embora o técnico Ney Franco acredite que uma conjunção de detalhes, que inclui a arbitragem, tem sido decisiva para o andamento dos jogos.

“Esse jogo de hoje e os dois últimos jogos, Joinvile e Atlético Mineiro, o histórico foi o mesmo. Além de termos tomado três gols, foram jogos em que fizemos o primeiro tempo com consistência e, nos três jogos, alguns detalhes fizeram com que corrêssemos riscos para buscar o resultado”, avaliou o treinador, que ainda destacou os gols perdidos pelo time. “Estamos tendo essa infelicidade. Criamos a oportunidade, e a bola não entra”, emendou.

Aliás, neste quesito, a dupla de ataque formada por Henrique Almeida e Kléber Gladiador tem se mostrado improdutiva, embora receba a defesa do comandante coxa-branca. “Estão treinando bem. O Henrique teve situações de gol, o Kléber também teve. Esses jogadores têm seu posicionamento e com variações. São jogadores que dão, na parte ofensiva, a possibilidade de criar mais chances”, garantiu.

Na próxima rodada, o adversário será o São Paulo, no Alto da Glória, quando Ney Franco espera melhor sorte. “Temos que buscar sair na frente do marcador, ter tranquilidade para jogar. Ainda bem que os times que estão em baixo não se distanciaram. Vamos entrar em uma semana difícil, com muita cobrança. Já nos cobramos no vestiário. Agora é mobilizar e saber que há sete jogos, com quatro dentro de casa, e que temos que melhorar nosso desempenho com o mando”, concluiu.

SEM COMENTÁRIOS