Pata de Vaca

299
Pata-de-vaca

Nome Científico: Bauhinia variegata
Família: Leguminosae-Caesalpinoideae
Características Morfológicas: Esta árvore é considerada de porte médio (vai de cinco a nove metros de altura). Geralmente apresenta tronco tortuoso, com 30 a 40 centímetros de diâmetro.
Origem: Índia e China
Ocorrência Natural: Adaptada à maior parte do Brasil.

Árvore muito procurada pelas abelhas, em função de sua florada exuberante (que normalmente acontece em agosto, no auge da estação seca), a pata-de-vaca vai muito além de uma beleza plástica.

 

Pertencente ao gênero Bauhinia, com vários formatos e flores, aqui vale uma dica: é preciso prestar atenção às suas folhas. Se elas tiverem o formato exato de uma pata de vaca (daí o nome), ela tem mais importância do que embelezar ou mesmo trazer sombra a um ambiente.

Esta espécie contém compostos químicos capazes de auxiliar no combate ao diabetes e a outras enfermidades, geralmente extraídos de sua folha, flor e casca. No caso da Bauhinia variegata, de origem indiana e chinesa, que possui flores brancas, rosas ou roxas, descobriu-se uma propriedade importante: ela tem uma proteína semelhante à insulina, o hormônio produzido pelo pâncreas, fundamental no processo de controle da taxa de glicose no sangue. É também bastante usada no paisagismo.

Geralmente floresce a partir de julho e permanece assim por três meses. Mas há espécies nativas. Somando-se às exóticas (caso em questão), são mais de 300 espécies, algumas bem parecidas entre si.

 

Saiba mais:
Árvores Brasileiras – Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil, de Harri Lorenzi.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorIpê-felpudo
Próximo artigoPaineira

SEM COMENTÁRIOS