Salão de Detroit apresenta novos conceitos em carros

497
salao-detroit-2015

Ano após ano, a economia dos Estados Unidos tem dado provas de franca recuperação, tornando até mesmo a crise desencadeada em 2008 em um passado já remoto. A indústria de carros norte-americana, por sua vez, também se apruma e mantém as vendas de automóveis bastante aquecidas – o país é o segundo maior mercado mundial, atrás da China.

O novo Ford GT faz parte de um ambicioso programa de lançamentos da marca até 2020. Tem 600 cv de potência

Foto:  Divulgação

Não por acaso, a edição 2015 do Salão de Detroit está recheada de novidades – o evento será aberto ao público no dia 17 e vai até 25 próximo. Tanto que os estandes das principais fabricantes exibem diversas estreias mundiais, todas capazes de agradar aos mais variados estilos e preferências – muitos dos lançamentos daqui já estão com passaporte carimbado para desembarcar no Brasil muito em breve.

Além das estreias globais, que logo chegarão às ruas e avenidas ao redor do mundo, o Salão de Detroit também reserva espaço para a apresentação dos mais variados conceitos, sendo que alguns destes protótipos podem, mais cedo do que imaginamos, entrar em produção.

>>>GALERIA DE FOTOS: SALÃO DE DETROIT

Acura

A marca de luxo da Honda mostra definitivamente o superesportivo híbrido NSX no Salão de Detroit. Fabricado aqui nos Estados Unidos, mais precisamente em Marysville, no estado de Ohio, o NSX tem a tecnologia batizada de Sport Hybrid SH-AWD – Super Handling All Wheel Drive. Esta conta com motores elétricos que trabalham em conjunto com o motor V6 movido a gasolina – a Acura não forneceu mais detalhes sobre o propulsor.

Novo NSX: motor V6 mais três elétricos

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Alfa Romeo

A italiana volta aos Estados Unidos. E o desembarque é feito com pompa e circunstância. A Alfa Romeo estreia em solo norte-americano o 4C Spider. Construído em fibra de carbono e alumínio, o esportivo tem motor quatro cilindros 1.7 litro capaz de entregar 240 cv de potência. Com câmbio de dupla embreagem com seis marchas, o 4C Spider faz o 0 a 100 km/h em 4,1 segundos.

Esportivo tem motor quatro cilindros 1.7 litro de 240 cv

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Audi

Na Audi, o destaque fica por conta do Q7, que agora ostenta novo visual e passou por uma ‘dieta’ rigorosa. Há materiais mais leves em diversos componentes, como no chassi, nas portas, capô e na tampa do porta-malas, entre outros locais – são menos 325 kg, totalizando 1.995 kg na versão equipada com o motor 3.0 TDI de 275 cv. As outras motorizações são o 3.0 TFSI de 337 cv; o 2.0 TFSI com 255 cv; e a versão e-tron Quattro plug-in, com um 3.0 TDI e outro elétrico com 378 cv de potência. A marca das quatro argolas também exibe em primeira mão nos Estados Unidos o SUV compacto Q3.

Audi Q7 reduziu o peso em 325 kg

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

BMW

Na BMW, a novidade é a linha Série 6 – versões cupê, conversível e GranCoupe, além das esportivas M6, que também são oferecidas nas mesmas três carrocerias. Todas as opções ostentam design repaginado tanto na dianteira, como na traseira, além de rodas com novos desenhos. No quesito motorização, modificações para atender às normas do Euro 6 – estão mais econômicos e menos poluentes.

BMW apresenta facelift do Série 6

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Cadillac

A tradicional marca norte-americana, controlada pela Chevrolet, apresenta a nova geração do CTS-V. Destaque é o capô feito de fibra de carbono, para-choques e defletores redesenhados, além de quatro saídas de escape. Já a motorização é herdada do esportivo Corvette Z06 – o propulsor V8 6.2 litros dotado de compressor e que entrega 640 cv de potência máxima. A tração é traseira e o câmbio automático de oito marchas – 0 a 100 km/h em 3,7 segundos e máxima de 322 km/h.

Cadillac CTS-V: motor de Corvette

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Chevrolet

O novo Volt é a principal estrela da Chevrolet no Salão de Detroit. O visual foi repaginado, com destaque para os faróis de dupla parábola e grade prateada, além de LEDs diurnos nas laterais. Segundo a marca, o Volt pode rodar até 80 quilômetros no modo elétrico e chegar a 640 km com a energia das baterias, aliadas ao motor convencional 1.5 litro. Ainda de acordo com a Chevrolet, a nova geração do modelo está 12% mais eficiente e 45 kg mais leve – o peso da bateria foi reduzido em 9,8 kg.

Chevrolet Volt ganha visual repaginado e autonomia de até 640 km

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Ford

Em casa, a marca do oval azul não se faz de rogada e, de uma só tacada, mostra três interessantes novidades. Uma delas é o novíssimo GT, um mito que voltará a ser produzido a partir de 2016 e vai comemorar os 50 anos da conquista dos três primeiros lugares de Le Mans em 1966 pelo GT. O esportivo é equipado com motor Ecoboost com dois turbos e injeção direta – V6 3.5 l com mais de 600 cv e câmbio automatizado de dupla embreagem com sete marchas. Além do GT40, a Ford apresenta a reestilizada F-150 Raptor e o também mítico Mustang Shelby GT350R e o Focus RS.

Ford F150 Raptor ganha visual renovado

Foto:  Reprodução Internet

GAC

Pela primeira vez em Detroit, a chinesa GAC – Guangzhou Automobile Group. A marca mostra, entre outros, o utilitário esportivo GS4. Modelo tem desenho inspirado nos SUVs coreanos e conta com duas opções de motorização a gasolina – 1.3 l e 1.5 l, ambas dotadas de turbo. Além dele, a GAC também está presente com o sedã GA6 e o conceito WitStar.

Chineses chegam à Detroit com a GAC

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Honda

A fabricante japonesa aproveita o Salão de Detroit para apresentar ao público americano o SUV compacto HR-V – no Brasil, o modelo será lançado em março próximo. Montado sobre a mesma plataforma do Fit e do City, o HR-V destinado ao mercado dos Estados Unidos ostenta o mesmo acabamento do nosso, com destaque para o interior discreto mas funcional.

Quase brasileiro, Honda HR-V aparece para os americanos

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Hyundai

Na coreana, a novidade fica por conta do conceito Santa Cruz e do novíssimo Sonata Plug-in, primeiro modelo híbrido da marca e que pode ser recarregado na tomada. A autonomia do motor elétrico é de 34 quilômetros e a recarga completa das baterias é feita em duas horas e meia. O motor elétrico entrega 50 kW – 68 cv -, enquanto o convencional é um 2.0 l de 154 cv de potência – o câmbio é automático de seis marchas.

Hyundai exibe conceito futurista de picape

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Infiniti

Marca de luxo da Nissan, a japonesa Infiniti estreia no Salão de Detroit o cupê Q60. Ainda um conceito, o modelo tem configuração interna 2+2 e é equipado com rodas de 21 polegadas. Debaixo do capô, o protótipo ostenta um motor V6 3.0 twin-turbo com injeção direta.

Infiniti mostra beleza no cupê Q60

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Lexus

A japonesa aproveita o Salão de Detroit para apresentar o GS F, sedã com design arrojado e linhas agressivas. Debaixo do capô, o mesmo motor V8 5.0 litros presente no ‘irmão’ RC F e que é capaz de entregar 473 cv de potência. A tração é traseira, enquanto que a transmissão é automática de oito marchas e os freios são da Brembo – seis pistões na frente e quatro na traseira.

Mercedes-Benz

A fabricante alemã aproveita o Salão de Detroit para mostrar o GLE Coupé. Derivado do ML, que, por sinal, agora passará a ser denominado de GLE, o GLE Coupé é a aposta da marca da estrela de três pontas para rivalizar com o BMW X6. Debaixo do capô, motorização diesel – com 258 cv – e a gasolina – 367 cv. A apimentada versão GLE 63 AMG tem motor capaz de entregar 585 cv de potência máxima. O câmbio é o novo 9G-Tronic – dupla embreagem e nove marchas.

Mercedes lança seu ‘anti BMW X6’

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

MINI

A tradicional fabricante inglesa mostra o novo John Cooper Works. Sem muitas novidades no design, o pequeno se destaca pela bravura. Afinal, tem motor turbo 2.0 litros capaz de entregar 231 cv – são 20 cv a mais do que a antiga motorização 1.6 l.

MINI John Cooper Works agora tem 231 cv

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Nissan

A fabricante japonesa mostra aqui em Detroit a nova geração da Titan, picape que ganha visual repaginado e novas tecnologias. Outra novidade é que, além dos motores V6 e V8 a gasolina, haverá um turbodiesel Cummins V8 de 5.0 litros e dois turbos – são 310 cv e câmbio automático de seis marchas.

Picape grande bem ao gosto dos americanos

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Porsche

A marca alemã apresenta na edição 2015 do Salão de Detroit o belo 911 Targa 4 GTS. Com rodas de 20 polegadas e logotipo GTS localizado nas portas, traseira e barra de proteção contra rolagem, o esportivo tem interior refinado, com acabamento em couro e detalhes em alumínio preto escovado. Debaixo do capô, o endiabrado motor V6 capaz de fornecer 430 cv de potência, que trabalha com câmbio PDK de dupla embreagem – a tração é integral e a velocidade máxima ultrapassa os 300 km/h, enquanto que o 0 a 100 km/h é feito em 4,3 segundos.

Porsche 911 Targa 4 GTS ultrapassa os 300 km/h

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Toyota

A japonesa se faz presente com a nova picape média Tacoma. A intenção é fazer frente às rivais Ford e Chevrolet, que têm a F-150 e a Colorado, respectivamente. Além da brutamonte, a Toyota mostra o Mirai, híbrido movido a hidrogênio e com desenho para lá de arrojado. De acordo com a Toyota, os dois tanques de hidrogênio do Mirai – dianteiro tem capacidade para 60 litros, enquanto que o traseiro comporta 62,4 l – permitem autonomia de 650 quilômetros e o tempo de abastecimento é de menos de cinco minutos. A potência máxima do hidrogênio, por sua vez, é de 154 cv.

Tacoma encara as picapes da casa (Ford e GM)

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Volkswagen

A alemã mostra aqui em Detroit o Cross Coupé GTE, conceito que dita as regras de novo SUV da Volkswagen que será feito em Chattanooga, no Tennessee, aqui nos Estados Unidos. O protótipo tem belo design e montado sobre a plataforma MQB – mesma do Golf, entre tantos outros modelos. Com 4,85 metros de comprimento, o modelo tem propulsão híbrida – um V6 3.6 l com 280 cv e dois elétricos, sendo que o dianteiro tem 55 cv e o traseiro 115 cv. Para economizar combustível e ser menos poluente, o motor elétrico tem autonomia de até 32 quilômetros.

Cross Coupé GTE vai gerar novo SUV para a Volkswagen

Foto:  Luiz Almeida / O Dia

Volvo

A sueca, que atualmente é controlada pela Geely, mostra aqui em Detroit o S60 Cross Country. O sedã tem suspensão elevada, as rodas podem ser de 18 ou 19 polegadas e com pneus de perfil mais alto, tração integral e motor T5 turbo de 2.0 l a gasolina com potência de 254 cv – na Europa existem outras duas motorizações movidas a diesel.

S60 é um sedã para aventuras

Foto:  Divulgação

 

SEM COMENTÁRIOS