Torcedor agora pode voltar a encher a cara nos estádios do estádios do Rio de Janeiro

329
cerveja-nos-estadios

 

Com informações de O Globo
A Assembleia Legislativa do Rio aprovou nesta quarta-feira a lei que libera a venda e o consumo de cervejas em estádio de futebol no estado. Sete emendas ao texto foram derrubadas. A votação foi simbólica (não houve contagem dos votos). A proposta será enviada para sanção do governador Luiz Fernando Pezão, que tem 15 dias para aprovar ou rejeitar o projeto.

O texto aprovado sofreu mudanças na terça e passou a permitir que a cerveja fosse vendida e consumida em todos os setores do estádio e vendida tanto em bares como por vendedores ambulantes. O texto também obriga os estádios a divulgarem mensagens educativas sobre o consumo de álcool. Aquelas baboseiras do tipo, beba com moderação, se beber não dirija, (isso não funciona e não educa ninguém, é tapar o sol com a peneira). As bebidas poderão ser vendidas “somente” em copo de plástico ou de papel. A preocupação é que garrafas de vidro possam se transformar em armas.

O texto anterior limitava a venda até o final do primeiro tempo e aos bares dos estádios. Além disso, a bebida só poderia ser consumida fora das arquibancadas. Por julgar que o texto não dava igualdade a todos os torcedores, já que nos camarotes a bebida estaria liberada, além de ser difícil fiscalização, o deputado Eliomar Coelho propôs que a venda fosse liberada, como era antes. Esse foi o texto aprovado. Em outras palavras, era melhor não ter mexido nessa porcaria, pelo menos teriam trabalhado em outros projetos de maior interesse do povo. Isso não né. O interesse dos clubes é grande, pois venda de cerveja nos estádios significa dinheiro no bolso dos cartolas.

SEM COMENTÁRIOS